Por que uma indústria química que utiliza terminais de granéis líquidos deveria participar de um programa de gerenciamento de riscos?

A avaliação de riscos é fundamental para as indústrias químicas signatárias do Programa Atuação Responsável e que visam a sustentabilidade de suas atividades, atuando preventivamente em relação a potenciais acidentes.

Sistemas de avaliação que utilizam resultados de inspeção e auditoria confiáveis, tais como os do programa CDI-T, comprovaram sua eficiência na redução de riscos e, assim, na minimização das perdas reais ou potenciais, incluindo a imagem pública das empresas e do setor químico.

Os programas do CDI estão em conformidade com os Códigos de Práticas Gerenciais do Programa Atuação Responsável, bem como com Programas de Qualidade.

Que benefícios uma indústria química recebe participando do CDI-T?

Poucas indústrias químicas dispõem de recursos próprios e especializados para a realização de inspeção e auditorias em terminais de armazenagem tão abrangentes e precisas como as obtidas com a aplicação do sistema desenvolvido pelo CDI-T.

A participação no CDI-T possibilita o acesso a um banco de dados com os resultados das inspeções e auditorias realizadas por um inspetor qualificado. Além disso, o CDI-T proporciona orientação, treinamento e assistência ao gerenciamento de riscos para seus participantes afiliados.

Quanto a empresa pagará para receber esses benefícios e por que o programa é eficiente em termos de custo?

O CDI -T não tem fins lucrativos. É um organismo mantido pelas empresas associadas, que têm por objetivo o desenvolvimento das atividades operacionais em terminais de armazenagem de granéis líquidos.

As indústrias químicas participantes pagam um taxa inicial de filiação, com diferenciação para empresas multinacionais e locais, e uma taxa anual, proporcional ao número de terminais utilizados.

Quanto maior o número de participantes do CDI-T menor a taxa anual.

Não há outro sistema com inspetores próprios ou métodos industriais que proporcionem formas tão eficientes, em termos de custo, para a obtenção e análise de dados na profundidade possibilitada pelo sistema CDI-T. Os custos são reduzidos continuamente com o aumento da participação das empresas.

Uma empresa pode conseguir benefícios semelhantes em outros programas? O que torna o programa CDI-T único?

Uma empresa poderia ter métodos de inspeção alternativos. Não existe, contudo, nenhum outro método equivalente para inspeções e auditorias de terminais, considerando a parceria das indústrias, a especialização dos inspetores e um método padronizado e reconhecido internacionalmente.

O CDI-T foi projetado especificamente para a inspeção de terminais de granéis líquidos. Os questionários de inspeção são atualizados periodicamente para avaliar o cumprimento das legislações aplicáveis e normas industriais.

Os inspetores responsáveis pelas avaliações são capacitados pelo CDI-T. A inspeção pode levar de 4 a 5 dias, com um único inspetor.

Por que uma empresa deveria utilizar o CDI-T em vez de utilizar seu próprio pessoal de inspeção?

Poucas empresas têm os recursos financeiros e técnicos para obter dados de inspeção por si mesmas.

Para as empresas que não dispõem de profissionais qualificados para inspeção, o custo é muito alto e há necessidade de um complexo trabalho de administração para a realização do programa de avaliação, como contratar funcionários, recrutar e treinar inspetores, obter padronização reconhecida internacionalmente e organizar inspeções.

Uma grande vantagem da aplicação do sistema do CDI-T é a eliminação de inspeções múltiplas e com diferentes padrões nos terminais, otimizando o processo básico do gerenciamento de risco e melhoria contínua.

O sistema do CDI-T atende ao compromisso das empresas com o Atuação Responsável? Como?

O conceito de uma única inspeção anual de navios de produtos químicos surgiu, em 1989, com o "Responsible Care" e seu Código de Práticas Gerenciais de Distribuição, antes mesmo de se pensar no CDI-T.

O Programa Atuação Responsável demanda comprometimento e demonstração de aperfeiçoamento contínuo em todas as áreas ligadas a segurança, saúde e meio ambiente.

O Chemical Distribution Institute foi criado originalmente para atender às necessidades de inspeção de embarques a granel, conforme estabelece o Programa Atuação Responsável.

O CDI-Terminals é uma filial do CDI. Entre 1995-1997, o sistema de avaliação de terminais foi desenvolvido, sendo licenciado em 1998. O sistema de avaliação consiste em auditorias periódicas quanto aos aspectos de saúde, segurança, meio ambiente e qualidade aplicáveis aos terminais de armazenagem de granéis líquidos, visando a melhoria contínua da atividade operacional.

A recomendação da Abiquim para a utilização do sistema de avaliação de terminais, conforme padrão CDI-T, visa atender a aplicação da prática 18 do Código de Transporte e Distribuição do Programa de Atuação responsável no Brasil.

Como o CDI-T treina e certifica seus inspetores?

A avaliação de terminais somente pode ser conduzida por inspetores credenciados pelo CDI-T.

O processo de reconhecimento é rigoroso. Embora o treinamento seja aberto a todos, apenas profissionais capacitados e experientes podem ser reconhecido e desde que tenham atendidos os pré-requisitos exigidos. Existe um exame escrito e um exame oral, realizados por um conselho de operadores de terminais e de indústrias químicas. O Comitê de Administração do CDI-T é responsável pela aprovação do inspetor.

A continuidade da acreditação do inspetor requer reciclagem anual de atualização.

A avaliação de performance dos inspetores é realizada periodicamente pelo CDI-T e, em caso de falhas, medidas restritivas são aplicadas considerando-se até mesmo o descredenciamento de profissionais.

O CDI-T consegue prestar serviços a empresas de qualquer parte do mundo?

Sim. Há inspetores acreditados pelo CDI-T em vários países, inclusive no Brasil.

O CDI-T pode desaprovar um terminal?

Não. Cabe à indústria química decidir, com base no relatório de inspeção do CDI-T, se um terminal atende a um determinado serviço, o que pode depender do produto a ser armazendados e dos níveis de gerenciamento que se deseja utilizar. O CDI-T não exerce nenhum julgamento no conteúdo do relatório de inspeção

O CDI-T se preocupa em verificar se os dados coletados em uma inspeção são precisos, consistentes, objetivos e se estão disponíveis em uma forma utilizável para realizar uma avaliação. É enfatizado o processo de avaliação de terminais e o monitoramento contínuo do sistema, considerando-se a atualização dos questionários, do banco de dados e do treinamento .

Há queixas em relação ao trabalho desenvolvido pelo CDI-T?

O maior problema enfrentado pelo CDI-T e que gerou algumas reclamações estava relacionado com o armazenamento e recuperação de dados originais, que eram organizados em um sistema impresso de papéis. O problema foi resolvido para todos os usuários por meio do investimento no sistema, via internet, licenciado em 2000. O banco de dados, disponível em uma área protegida do site www.cdit.nl , só pode ser acessado por senha. Cada indústria química associada dispõe de uma senha exclusiva, fornecida pelo CDI-T.

Pesquisa de satisfação realizada nas indústrias químicas e operadores de terminais revelou que os índices gerais de satisfação variaram de 90% a 100%, em alguns setores. O principal problema era facilitar a elaboração de relatórios, o que já foi superado.


 

Copyright© 1996-2012, ABIQUIM Associação Brasileira da Indústria Química. Todos os direitos reservados.